Absenteísmo? 4 razões e soluções para esse problema

Absenteísmo é um termo que envolve muito temor e preocupações para os gestores de Recursos Humanos. Se analisarmos a etimologia da palavra verifica-se que a mesma origina-se do latim: “absens” que significa deixar de fazer, estar ausente ou estar fora. A palavra se relaciona ao ato de se abster de uma atividade ou de uma obrigação. Então, uma alta taxa de absenteísmo implica em funcionários faltando ao trabalho, ou em atrasos ou mesmo em saídas antecipadas. Todas esta implicações trazem consequências negativas para a empresa.

Primeiramente, o absenteísmo impacta em uma queda imediata de produtividade, e em cadeia outras situações começam a ocorrer. Há uma sobrecarga para o restante da equipe e aumenta-se a possibilidade de atraso, não cumprimento de prazos, o atendimento ao cliente fica prejudicado e toda a estrutura organizacional é ameaçada. Com isto há uma insatisfação generalizada entre colaboradores e clientes e é neste ponto que prejuízos financeiros podem começar a acontecer. E por todos estes motivos que necessita-se de conhecimento e atenção redobrada quando o assunto é absenteísmo. É preciso compreender as razões que levam os funcionários à ausência para se pensar em estratégias e soluções que minimizem e/ou evitem as faltas.

Sabendo da complexidade do problema de absenteísmo traremos neste post 4 grandes razões que levam os colaboradores a se ausentarem da empresa. E vamos também apresentar várias soluções para te ajudar a solucionar isto. Acompanhe aqui:

1 – Problemas de saúde e doenças ocupacionais: afastamento constantes e até mesmo prolongados

As questões de saúde podem afastar o funcionário por um tempo prolongado ou mesmo fazer com que ele falte com frequência para realizar consultas, exames ou mesmo para repousar e se recuperar. Atualmente, são muitas as doenças infectocontagiosas que podem levar ao absenteísmo como dengue, zika, chikungunya e H1N1. Com um estilo de vida cada vez mais sedentário e hábitos alimentares ruins, as doenças crônicas com obesidade, hipertensão e diabetes vêm tendo cada vez mais ocorrência. Sem falar em doenças ocupacionais, ou seja, doenças que acometem os trabalhadores devido ao ambiente ou ao estilo de trabalho. Enfim, são muitas as possibilidades de absenteísmo por doenças.

Caso o funcionário não possua um bom plano de saúde, o tempo de afastamento, atrasos e saídas antes do horários tornam-se mais frequentes devido às demoras no atendimento pelo SUS e em outros serviços de baixa qualidade. O bom plano de saúde agiliza o cuidado com a saúde e fornece um atendimento e um tratamento de maior eficácia.

Soluções: Ter o plano de saúde como benefício para os colaboradores, mas sabendo negociar e analisar as vantagens de cada plano. Para isto, é preciso fazer a escolha pela cobertura mais adequada e pela operadora que mais atende às necessidade da empresa. O plano de saúde por si só nem sempre resolve a questão de ausência por saúde, portanto incentivar o desenvolvimento de programas de promoção e prevenção de saúde  também é uma ótima solução. Estes programas podem incluir incentivo à alimentação saudável, atividades físicas, palestras educacionais, consultas básicas periódicas, levantamento e acompanhamento de casos crônicos. Realizar campanhas de conscientização para evitar epidemias de doenças infectocontagiosas, como a H1N1 por exemplo, dentro da empresa também ajudam muito.

2 – Desmotivação e insatisfação: dois grandes causadores do absenteísmo

A insatisfação pode surgir por diferentes fatores: salários baixos, ausência de benefícios como plano de saúde e plano odontológico, falta de infraestrutura e de equipamentos para o desempenho da função, ambientes de trabalho ruim e estressante, falta de ética da empresa ou dos superiores, falta de oportunidade de crescimento profissional e financeiro, não compreensão dos objetivos da empresa, sentimento de desvalorização e muito mais. Apenas alguns destes fatores já são suficientes para desmotivar o colaborador e induzi-lo a faltar ao trabalho.

Soluções: pode-se fazer uma avaliação formativa que irá diagnosticar os problemas que levam à desmotivação e consiste em um processo de entrevista para compreender as insatisfações, pontos fortes e fracos dos funcionários. Verificar se os colaboradores estão alinhados e satisfeitos com as equipes das quais fazem parte e realocá-los caso seja possível. Sempre incentivar e motivar com elogios e até mesmo com bonificações.

3 – Liderança ineficiente e desvalorização do colaborador: prejuízos para toda a equipe

Um líder que conduz sua equipe de maneira arbitrária pressiona, assusta e provoca estresse em sua equipe. Os colaboradores ficam insatisfeitos, amedrontados e consequentemente diminuem seu rendimento e facilmente se ausentam pelos mais diversos motivos. Neste sentido, é preciso tomar cuidado também com assédios morais, afinal as consequências são graves e os prejuízos são altos.

Casos de líderes que não dão bons exemplos como chegada e saída no horário combinado, mas que exigem tal atitude dos funcionários estimulam o absenteísmo e o não cumprimento de horários. Outra situação que leva ao aumento de faltas é a determinação de metas inalcançáveis, estas por sua vez, desgastam, desmotivam as equipes e levam a opressão, afugentando as pessoas do ambiente de trabalho.

Soluções: investir em líderes qualificados, realizar treinamentos de liderança e integração das equipes, avaliar a postura do líder e a forma de condução da equipe e traçar metas tangíveis e que sejam motivadoras. Tornar o feedback uma prática entre líderes e liderados para que o funcionário possa se expressar e se fazer ouvido e para que o líder fale sobre suas expectativas, pontos positivos e pontos de melhoria.

4 – Ambiente de trabalho e clima organizacional

O ambiente de trabalho é um fator bem determinante para a ocorrência de faltas. Afinal, é neste ambiente que o funcionário passa a maior parte de seu dia. Um ambiente ruim acima de tudo ainda pode ocasionar o desenvolvimento de doenças ocupacionais.

O clima ruim desmotiva completamente e induz a pessoa a não querer frequentar aquele local e conviver com os colegas de trabalho. Desse modo, os menores motivos tornam-se oportunidades para não ir trabalhar. Outra dificuldade recorrente é a falta de infraestrutura, sem as condições adequadas naturalmente o rendimento cai e a insatisfação surge, então novamente há o absenteísmo.

Soluções: cuidar do ambiente de trabalho e verificar se o funcionário possui a infraestrutura necessária para exercer suas funções. Avaliar como está a ergonomia de trabalho e se não há fatores que predispõem o desenvolvimento de doenças ocupacionais. Investir em momentos de descontração e de integração da equipe para que haja mais harmonia e menos conflitos.

Ao compreender este quatro fatores, múltiplas causas de absenteísmo podem ser evitadas. Muitas vezes, as faltas ao trabalho ocorrem por motivos simples, mas com pequenas soluções podemos evitá-las. É importante lembrar que a relação empresa x colaborador é uma via de mão dupla: a empresa precisa cumprir suas obrigações e oferecer benefícios e vantagens para satisfazer as necessidades do funcionário e para encantá-lo. Além disso, a empresa precisa também proporcionar um ambiente de trabalho atrativo e envolvente. Ao passo que o funcionário deve lembrar que está contratado e que suas obrigações não são favores, mas sim responsabilidades que devem ser cumpridas. É fundamental que o funcionário conscientize-se, deixe de ser vítima das situações, saiba se posicionar e exija seus direitos. Assim, ele irá torna-se protagonista da situação e conseguirá merecer e usufruir de mais benefícios e irá mais longe em sua carreira.

Enquanto isto, os gestores, principalmente o gestor de RH, devem se posicionar como intermediários das situações pensando sempre no melhor para a empresa e para os colaboradores. Para isto acontecer, é preciso conhecimento, estratégias, recursos e parceiros que possam apoiá-los minimizando de vez fatores de risco como o absenteísmo. Deste modo, aumenta-se o desempenho e a produtividade do negócio e a empresa segue um caminho de prosperidade e crescimento.

Quer saber como a Vertex pode ajudar a reduzir o absenteísmo na sua empresa? Converse conosco!

Este artigo foi escrito por Vertex Seguros

31 3280-7000

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d