Seguro de frota: a sua empresa transporta com segurança?

Pequenas, médias ou grandes empresas que possuem uma frota de automóveis não podem se privar de ter um seguro de frota realmente eficiente e capaz de proteger os bens e também os condutores.

Com a crescente insegurança nas estradas brasileiras, não é possível contar apenas com a sorte, não é mesmo? Por isso o seguro de frota tem sido cada vez mais procurado pelas empresas e, ele pode variar, dependendo da seguradora, com categorias diferenciadas e coberturas exclusivas que podem facilitar o dia a dia das empresas.

Se você tem dúvidas sobre como funciona o seguro de frotas, quais as coberturas obrigatórias e até mesmo como escolher a empresa mais adequada, continue a leitura desse texto e veja dicas importantes para que os automóveis da sua companhia trafeguem com segurança.

Como funcionam os seguros de frotas?

É importante salientar que, assim como o seguro individual de carros, o seguro de frota não é obrigatório e ele pode ser contratado por pessoas físicas ou jurídicas, com coberturas que variam de acordo com a seguradora.

No caso dos seguros de frotas realizados em nome de pessoas jurídicas é possível que o seguro seja estendido até os veículos de coligadas da empresa, além de diretores, funcionários e parentes. Já nos casos de apólices de pessoas físicas, é possível que o benefício também seja estendido aos cônjuges, irmãos e pais.

Outro ponto que merece destaque é em relação ao termo frota, que pode variar de acordo com a seguradora. Algumas consideram um grupo de 2 ou mais veículos como uma frota e outras apenas a partir de 5 ou 6 automóveis segurados.

Quais as vantagens de contratar um seguro de frotas?

O seguro de frotas tem inúmeras vantagens, e entre elas podemos destacar:

Quais as diferenças entre o seguro de frota e o seguro individual?

Apesar de o seguro de frotas oferecer muitas vantagens, algumas empresas ainda ficam em dúvida e acabam por preferir o seguro individual – o que pode gerar gastos extras e muita dor de cabeça.

Isso porque, em um seguro de frota todos os automóveis da empresa podem ser incluídos em uma única apólice e não há a obrigação de definir os condutores, apenas consideram-se as características do motorista principal, o que faz com que os preços sejam menores e as negociações mais flexíveis.

Além disso, esse tipo de seguro permite ainda que o segurado compre (de maneira separada ou combinada) coberturas adicionais envolvendo o casco do veículo e danos corporais e materiais a terceiros –com o pagamento dos honorários de advogados e das custas judiciais já incluídas.

Outros adicionais que costumam ser bastante procurados são as coberturas para acidentes pessoais de passageiros (APP) e contra danos à carroceria e aos objetos transportados.

Mais uma diferença fundamental entre os dois seguros está na maneira como são realizados os prêmios, já que nas frotas, mesmo quando acontecer sinistro com um dos veículos, isso não irá indicar, necessariamente, um aumento no preço da apólice, já que a alteração dos valores apenas pode ocorrer pelo resultado final da frota.

Quais são os tipos de seguros de frota existentes?

Existem vários tipos de seguros de frota, sendo os mais usuais:

São usadas para veículos que possuem um mesmo proprietário, podendo ele ser pessoa física ou jurídica. Assim, uma apólice só é emitida em um único CPF ou CNPJ e a cobrança é unificada.

É possível ao segurado incluir novos veículos dentro do prazo de vigência do contrato, desde que haja o pagamento do prêmio correspondente.

Este tipo de apólice pode ser contratada tanto pelo empregador, como por associações constituídas que reúnam empregados de uma única empresa.

Neste caso, o empregador poderá incluir os seus próprios veículos na apólice e também os dependentes dos associados – dependendo da seguradora.

Contudo, uma diferença significativa, é que nos grupos de afinidade o prêmio pode ser pago de maneira integral apenas pelo empregador ou em proporções combinadas entre o empregador e o empregado.

Quais são as modalidades de seguro de frotas existentes?

O seguro de frotas também variam em relação às modalidades, sendo elas:

Neste caso, os procedimentos para os reparos nos veículos segurados são os mesmos usados nos seguros de automóveis, podendo ser caracterizada a perda parcial ou a indenização integral.

Quando ocorre uma indenização integral, o pagamento será feito mediante o valor estipulado em contrato. Na maior parte das vezes, as seguradoras estipulam um limite máximo e mínimo para essa quantia.

Nesta situação, se o acidente resultar na indenização integral do veículo, o valor deverá ser pago conforme a tabela de referência de avaliação dos automóveis que precisa estar definida na apólice.

Note que não é permitido o uso de tabelas feitas pelas seguradoras, por isso a maior parte utiliza a tabela FIPE (da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

E, agora, como escolher uma empresa para o meu seguro de frotas?

Já tem certeza que o seguro de frotas é a melhor opção para a sua empresa? Então fique atento a alguns detalhes importantes na hora da contratação, como:

Se você ainda tem dúvidas ou quer saber mais informações sobre as opções de seguro de frota para a sua empresa, venha conversar com um dos nossos consultores e descubra como a Vertex pode lhe ajudar.

Este artigo foi escrito por Vertex Seguros

31 3280-7000

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d